Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Angel Luzinha

Fotografia e o prazer de ser Mulher e Mãe por Paula Veiga Claro

Angel Luzinha

Fotografia e o prazer de ser Mulher e Mãe por Paula Veiga Claro

24
Mai12

Made in Portugal: Lojinha Doce



Posso dizer que este Made in Portugal foi um parto difícil porque foi muito complicado conciliar as nossas agendas. Mas aqui está a famosa Loijinha Doce a desfilar na passadeira da AngelLuzinhaQuero agradecer desde já ao José Manuel Bastos e à Ana Duarte Bastos pelos minutos que me dispensaram nesta época em que andam em pleno modo loucura total! Vamos lá então à conversa.

Angel: Já sou vossa cliente há quatro anos masgostava de saber exactamente como e quando surgiu a marca?
Ana: O conceito nasceu em2006 e coincidiu com a minha saída de uma agência de comunicaçāo ondetrabalhava como designer gráfica há 8 anos. Tirei o curso dedesigner gráfica e tinha o meu blog pessoal (docinho cor-de-rosa) sobre a minhafilha que na altura tinha quase um ano e vi que muitas mães queriam fazercoisas para as festas mas nāo sabiam como... na altura pensei em como poderiaconjugar a minha profissão com o facto de estar a trabalhar como freelancer eter o conhecimento de ser māe. Comecei por fazeralguns trabalhos, ia publicando, juntei alguns produtos e foi crescendo aospoucos... Assim nasceu a Lojinha Doce!

Angel: O que vos levou aregistar a marca?
Ana: O facto de querermossalvaguardar o nosso projecto e sobretudo o facto de "marcar" de vezo nosso nome/conceito/futuro. É uma defesa para os muitos plágios que a partecriativa tem hoje em dia, especialmente em negócios online e com conceitosinovadores. E porque somos com muito orgulho uma MARCA PORTUGUESA!
Angel: Como lhe disse, jásou vossa cliente há quatro anos e tenho acompanhado avossa extraordinária evolução. Qual é o segredo do vosso sucesso?
Ana: Uma dedicação totaltodos os dias, um amor enorme pelo que fazemos, uma boa equipa e sobretudo aânsia de sermos diferentes, originais e estarmos sempre um passo à frente.
Angel: E qual é a vossa fonte de inspiração?
Ana: O mundo à nossa voltae os nossos clientes e crianças.

Angel: Quando deram à marca o nome de Lojinha Doce já sonhavam em abrir uma loja?
Ana: Nem por isso, começoucomo uma "brincadeira" mas rapidamente percebemos que poderiacrescer... Cresceu e hoje em dia já move muitos seguidores e começa a darlargos passos em marca com notoriedade, muito devido à abertura da loja noFORUM SINTRA. Começou comigo edepois como meu marido José Manuel (marketing) e hoje já temos mais duasdesigners e uma assistente de loja para garantir que tudo funciona bem.
Angel: A abertura da loja noForum Sintra foi um passo de gigante e sinónimo de coragem e ousadia nummomento em que o panorama nacional já não era o melhor. Eu, por exemplo, quandosoube que abriram uma loja fui logo lá espreitar!! Presumo que o mesmo tenhaacontecido com inúmeras outras clientes. Tem correspondido às vossasexpectativas?
Ana: Sim, diariamenteaparecem pessoas movidas pelo factor curiosidade e porque alguém lhes faloudesta loja. Tem correspondido sim, mesmo atravessando a maior crise destes anose lutando imenso contra o mar revolto em que se encontra o nosso país. Aindaassim, vale a pena cada dia que passa! Temos clientes menossimpáticos, mas os elogios, as observações e os muitos suspiros em frente ànossa montra fazem-nos acreditar neste sonho.
Angel: Pensam abrir maislojas num futuro próximo?
Ana: Sim, claro! Muitas!
Angel:As vossa peçasprimam pela personalização. É essa a vossa vantagem competitiva?
Ana: Sim, sem dúvida! Ofacto de personalizar ao pormenor uma peça, poder escolher as cores, os fundos,as ilustrações que temos registadas sāo nossas, tudo isso torna cada produtoúnico. Isso aliado a uma grande capacidade de resposta e a um serviço também personalizadoa cada cliente faz com que sejamos diferentes e únicos. E o nosso principaltrunfo é tentarmos todos os dias corrigir erros e sermos melhores!
Angel: Na Lojinha Docepodemos encontrar uma infinidade de oferta. Telas, posters, artigos para casa,escola e escritório, festas de aniversário, casamentos, baptizados, etc. Pensamexpandir a marca para outras áreas?
Ana: Sim, estamosdiariamente em pesquisa e desde que começou há 6 anos já evoluímos, crescemos emodificámos muito as ideias iniciais e até alguns produtos.

Angel: Ao longo destes anosquais são as peças mais procuradas pelos vossos clientes?
Ana: Existem muitas evariadas. Os convites, os conjuntos de maternidade, as t-shirts, enfim, achoque todos os produtos acabam por ser solicitados porque cada um se destina aocasiões e momentos específicos. Alguns deixámos de ter porque nos pareceram jánāo fazer sentido e outros foram criados para satisfazer sempre o cliente e asnecessidades da altura. Muitos foram sugestão dos próprios clientes que entram pela loja e pedem isto ou aquilo e pronto, lávamos nós pesquisar!!!!

Angel: E desses pedidos, há alguma que se tenha destacado pela ousadia/originalidade?
Ana: Existiram vários, alguns por serem originais, outros porque se referem a momentos importantes para as pessoas e ainda alguns que nos tocam de forma especial. Alguns deixam-nos mesmo sem palavras pela carga emocional que transportam...
Angel: Têm alguma peça emconcreto que tenha sido (ou seja) um best seller?
Ana: Temos algumas ;-) osDOOKY neste momento sāo um best seller, sem dúvida! Sāo um exclusivo nossoem Portugal e para além de úteis, somos a única empresa que os personaliza. Umsucesso!
Angel: Quais asdificuldades com que se deparam actualmente, tendo em conta a actual conjunturaeconómica?
Ana: O pouco poder decompra das pessoas faz com que tenhamos de lutar ainda mais para fazer com queas pessoas se apeguem aos produtos e os queiram obter. Tanto no online comona loja existem diariamente muitas solicitações mas nem sempre se concretizam edeve-se sobretudo à crise que se faz sentir na nossa economia. Nota-se a vontade decomprar mas essa vontade muitas vezes é posta de lado pelos motivos óbvios.
Angel: Após todos estesanos, não sentem uma certa dificuldade em criar peças novas?
Ana: Ainda nāo... a provadisso sāo as novidades que temos vindo a publicar, as novas cores, os novospadrões e até as novas ilustrações que temos criado para marcar a diferença no mercado.
Angel: Como imagina aLojinha Doce daqui a uma década?
Ana: Espalhada pelo mundo!
Angel: Se o génioda lâmpada lhe pudesse conceder três desejos, quais seriam eles? ;-)
Ana: Vou guardá-los paramim... o segredo é a alma do negócio ;-)
Angel: Muito bem Ana! Ficam então no segredo dos Deuses ;-))) E que daqui a uns anos eu a esteja a entrevistar relativamente à abertura de mais lojas pelos quatro cantos do mundo. 

E aqui ficam algumas fotos das fantásticas peças da Lojinha Doce. Podem visitar a marca de três formas: indo ao site http://www.lojinhadoce.pt/, à página do facebook aqui ou à loja no Forum Sintra que é de perder a cabeça! 

E é assim, porque o que é nacional é bom e recomenda-se ;-)