Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Angel Luzinha

Fotografia e o prazer de ser Mulher e Mãe por Paula Veiga Claro

Angel Luzinha

Fotografia e o prazer de ser Mulher e Mãe por Paula Veiga Claro

19
Fev19

43 and counting

Angel Luzinha Fotografia-4614.jpg

 

Já estou a ficar crescida mas a criança que há em mim continua alive and kicking! Aliás, a prova disso é a felicidade com que acordo cada vez que faço anos. Salto da cama a borbulhar de gratidão por estar viva e de boa saúde e peço sempre que venham muitos mais e BONS porque a vida é de facto uma dádiva, sobretudo quando passamos a barreira dos 40 e percebemos que metade já lá vai. Até posso chegar aos 100 (como os meus avós) mas, por muito que cuide de mim, sei que esta metade nunca será tão boa como a anterior. Quando digo isto há quem me pergunte porquê mas julgo que a resposta é óbvia. Nos anos que se seguem vou encarar, inevitavelmente, a perda de pessoas que amo, vou ver a minha filha ganhar asas e vou envelhecer (acontece a todos!). A velhice em si até não me assusta mas apavora-me pensar em tudo o que ela possa trazer. Doenças, perda de faculdades... enfim, tudo aquilo que perturba qualquer pessoa que ama viver, é ou não é?

 

Quando somos muito jovens não temos esta perceção mas, com o passar do tempo, tudo ganha outros contornos. De qualquer forma, os anos também nos trazem coisas fantásticas e uma delas chama-se maturidade. A maturidade que nos permite aceitar que não somos eternos. A maturidade que nos permite focar o essencial e desfocar o supérfluo. A maturidade que nos traz uma aconchegante paz interior. A maturidade que nos ensina a canalizar as energias para o que nos faz feliz. SIM, porque a partir dos 40 deixamos de fazer fretes e percebemos que o tempo é o bem mais valioso que temos. Tempo para nós, tempo para os nossos... tempo para sonhar, concretizar, voar mais além e saborear a vida sem perder o foco.

 

Angel Luzinha Fotografia-4612.jpg

Angel Luzinha Fotografia-4618.jpg

Angel Luzinha Fotografia-4599.jpg

 

Foi um dia mega feliz no #sossegobom do nosso Vimeiro! Desta vez só faltou agarrar na bike e embrenhar-me na serra como faço no verão... mas o pé novo ainda não se pode meter nessas aventuras. Fica a vontade de regressar e de pedalar (muito em breve) por este verde que me enche a alma ♥

 

Também nos podem seguir no InstagramFacebook e YouTube