Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Paula Veiga Claro

FOTOGRAFIA

Paula Veiga Claro

FOTOGRAFIA

O blog mudou de casa! O Sapo arrebatou-me o coração!

30.01.18, Paula Veiga Claro

22154315_10154898217555770_1195707399518193829_n.j

 

Vivemos no mundo das cunhas e das injustiças onde muitas vezes só brilha quem é amigo de A ou B por isso, quando se alcança algo por mérito próprio é porque estamos realmente a fazer um bom trabalho. Pode levar o seu tempo, pode ser um percurso longo e sinuoso mas nunca devemos conjugar o verbo desistir. MAS como é que isso se consegue? Acreditando em nós (mesmo quando o resto do mundo diz que estamos loucos!) e dando o nosso melhor todos os dias porque quem trabalha com amor, empenho, humildade e profissionalismo acaba por colher, mais tarde ou mais cedo, os melhores frutos. Isto para vos dizer que em outubro do ano passado, estava eu mergulhada no computador a editar as minhas sessões, quando ouço o "plim" do telemóvel a indicar que tinha um novo email (a minha caixa é uma loucura!). E foi nesse momento que comecei a pestanejar cinquenta vezes para perceber se estava a ver bem! Porquê? Porque tinha acabado de receber um email do SAPO com a seguinte mensagem: "Olá Paula, o meu nome é Cristina Martins e trabalho no Portal SAPO, líder em Internet em Portugal. Gostávamos de falar consigo sobre o blog Angel Luzinha que pela sua qualidade, pertinência e originalidade chamou a nossa atenção".

 

E foi desta forma absolutamente inesperada que começou o namoro com o bichinho verde. Um namoro que acabou em casamento! Tenho andado com borboletas no barriga e hoje oficializámos a relação. Por isso mesmo, já vos posso contar tudo! O meu querido blog entrou hoje para a Rede de Blogs Sapo. Já tinha recebido propostas de outras redes e agências (em 10 anos de blog muita coisa acontece!) mas nunca aceitei nenhuma porque prezo muito o meu trabalho e o meu coração só bate por quem me inspira confiança. E é isto!

 

Ao fim de uma década mudo de casa e abraço uma nova família mas fiquem descansadas porque continuarei fiel a mim mesma. O blog mantém o domínio http://angel-luzinha.com/, mas, como migrou para a plataforma do SAPO, os seguidores que eu tinha registados no blogspot vão deixar de receber as notificações. MAS não há stress! Para subscreverem o blog novamente basta preencherem o espaço "Subscrever o blog por e-mail" que se encontra na barra lateral. Assim, quando há novo post, recebem logo a notificação.

 

E agora vor rever o inglês com a miúda porque amanhã é dia de teste...

 

 

Novo vídeo no YouTube: Vamos aprender a fazer tricot?

29.01.18, Paula Veiga Claro
vídeo de hoje não se aguenta de querido! Qual é a mãe que não fica babada, heim? Na semana passada a madame Rafaela chegou-me da escola numa excitação tremenda a dizer que tínhamos que ir a correr comprar umas agulhas e um novelo porque a professora ia ensinar tricot a quem quisesse aprender e ela estava de-se-jo-sa de começar! A alegria era tanta que já só me falava em fazer cachecóis e camisolas para toda a família, apesar de eu lhe dizer para ir com calma porque primeiro tinha que aprender e dedicar-se a peças mais simples. "Então vou fazer uma manta para as minhas bonequinhas!". E lá foi ela a caminho da escola desejosa de meter mãos à obra (não é por ser minha filha mas esta miúda é mesmo um amor!).
Às 17h00, quando a fui buscar, juro que derreti quando a vi sentada no passeio ao lado de uma colega. Estavam ambas a tricotar. Nem pestanejavam! Que ternura de imagem, acreditem! Já tinha feito três ou quatro voltas e estava super orgulhosa porque a professora lhe disse que ela tinha imenso jeito. Nesse dia chegou a casa e tricotou, tricotou, tricotou.... até que deixou cair uma malha e ficou em stress porque tinha medo de desmanchar e estragar tudo. No dia seguinte a prof ajudou-a a desfazer o engano e, a partir desse momento, a miúda engrenou de tal forma que já tricota de olhos fechados. ADORA! Diz que é super relaxante e que lhe dá um gozo enorme ver a malha crescer e ganhar forma. A modos que esta é a nova moda lá na escola! Agora nos intervalos temos alunas, professoras e auxiliares empenhadíssimas nesta arte. Da minha parte só posso dar os parabéns a todo o corpo docente pela extraordinária iniciativa. É de louvar, sem dúvida! Isto só prova que há vida para além dos telemóveis e tablets (e faz-me recuar aos meus tempos de infância quando eu passava horas a fazer roupinhas para as bonecas). Daqui a pouco começamos a aceitar encomendas ah ah ah! :)
Também nos podem seguir no InstagramFacebook e YouTube 
 
 

Novo vídeo no YouTube: Unboxing LOL e LOL Pets

24.01.18, Paula Veiga Claro

Quem é mãe de miúdas já conhece esta praga! Chamam-se LOL, são as bonecas do momento e têm causado tanto furor que se encontram esgotadas na maior parte dos pontos de venda. No vídeo de hoje vamos abrir uma LOL Surprise Série 2 e uma LOL Pets Série 3 que as amigas Margarida e Martinha lhe ofereceram no aniversário (thanks girls!). A Rafaela ainda não tinha nenhuma e ficou em delírio! Aliás, a euforia foi tanta que nos excedemos no tempo e, quando dei por mim, a gravação parou porque já não tinha espaço no cartão! Por isso mesmo, não estranhem o final eh eh eh :)

Erros de principiante e de quem ainda não domina esta cena dos vídeos! Tenho que arranjar tempo para aprender a fazer montagens e afins mas, por enquanto, é isto que temos :)

Ser mãe é #38

18.01.18, Paula Veiga Claro

Nunca fui pessoa de deixar para amanhã o que posso fazer hoje. Por um lado é bom porque desta forma tenho sempre a vida em dia mas por outro é mau porque não sou capaz de desligar e dizer "Que se lixe! Fica para amanhã porque hoje vou mas é ficar de papo para o ar!". Assim dou por mim sempre ligada à corrente e sem dias totalmente em branco porque há sempre qualquer coisa para fazer MAS é o melhor método porque não há nada pior que viver no caos do deixa andar e acumular tarefas para uma véspera qualquer. Isto para vos dizer que tenho feito das tripas coração para passar este lema à Rafaela MAS não tem sido fácil porque ela é das que gosta de deixar as coisas chatas ou demoradas para o dia seguinte. Ela e a maior parte dos miúdos! Sim, porque ao falar com outras mães percebo que este é um denominar comum (apesar de eu nunca ter sido assim, nem em criança!).

E depois? Chama-me chata e diz para eu relaxar porque amanhã também é dia. 

E eu? Fico a ferver e digo-lhe que tenho que ser chata porque penso no bem dela e prezo a minha sanidade mental! Sim, porque depois quem se lixa com as calmas dela sou eu (sobra sempre para as mães!). A modos que tem um projeto de história que consiste na elaboração de várias fichas (sobre uma personagem, guerra, terra, viagem ou acontecimento importante) para desenvolver e entregar até junho deste ano. O objetivo deste projeto é dotar os alunos com mais ferramentas de trabalho, organização e estudo de forma a desenvolver competências futuras. Não se pretende que seja um trabalho exaustivo, mas simples e organizado para que desenvolvam simultaneamente a capacidade de pesquisa, seleção e síntese. Por fim, devem ilustrar cada ficha com um desenho, recorte ou fotografia.

Estão a ver, não estão? Primeiro escolhe o tema que quer desenvolver (um tema por página), a seguir mergulha na pesquisa para filtrar a informação que achar pertinente, organiza ideias, sintetiza, escreve o texto e ilustra. Não é algo que se faça de um dia para o outro mas ela chegou-me a casa super descontraída porque "É só para entregar em junho, ainda falta muito tempo!" mas aqui a chata tratou logo de lhe dar corda porque vale mais ir fazendo do que andar em stress na véspera. Prometeu-me que ia meter mãos à obra no início deste mês e assim foi. Tratei de ir com ela à Biblioteca Municipal para requisitar uma série de livros (tem que ter por base uma bibliografia diversificada) e, entretanto, já saíram duas fichas do forno. A primeira dedicou-a ao Templo Romano de Évora (vulgo Templo de Diana) e a segunda ao primeiro rei de Portugal. Aliás, quem nos segue nos stories viu o momento em que ela deu à luz o D. Afonso Henriques mais fofinho de sempre ;)

"Está mesmo querido não está mamã?! Já imaginaste se ele tivesse sido assim na vida real? Era mesmo querido, não era?".

E assim se diverte e aprende uma criança. E assim se vai interiorizando que Roma e Pavia não se fizeram num dia. Há que semear com calma, paciência, empenho e organização porque só assim se colhem os melhores frutos. E sim, as mães serão sempre chatas.

Também nos podem seguir no  Instagram Facebook YouTube


Sobre o racismo e a polémica camisola da H&M

11.01.18, Paula Veiga Claro

Para mim é apenas uma simples sweatshirt vestida por um miúdo cheio de pinta MAS há quem não pense da mesma forma. Porquê? Porque vivemos num mundo onde impera o preconceito e a H&M publicou-a num modelo de étnica negra. A inscrição "coolest monkey in the jungle" incendiou de imediato as redes sociais e os ânimos entraram em ebulição. A marca já retirou a imagem do site, já emitiu um comunicado a pedir desculpa mas não se livra do escândalo. Enfim... ainda é longo o caminho por desbravar em termos de mentalidades.

Há quem diga que foi uma estratégia para gerar buzz e vendas (não acredito porque nenhuma marca quer andar na boca do mundo pelos piores motivos!), há quem a apelide de racista (não concordo, porque se fosse esse o caso nem escolhiam modelos de outras etnias para dar a cara pelas coleções) e ainda há quem diga que o departamento de marketing anda a dormir e fez asneira (também não me parece porque as marcas deste calibre não brincam em serviço!). 

E então, no que ficamos? Tenho para mim que a H&M, tal como a Benetton, a C&A e muitas outras, tudo têm feito para abolir preconceitos e afins. Têm percorrido um caminho sinuoso em prol da igualdade (basta recordar uma infinidade de campanhas e abrir os lookbooks para perceber que apostam em roupa para toda a gente, sejam brancos, pretos, amarelos, gordos, magros, novos e velhos) e, quando dão um passo maior que a perna (leia-se maior que as mentalidades) têm que arcar com o tiroteio que se instala nas redes sociais. SIM, porque as mentalidades evoluem muito lentamente e, enquanto houver seres humanos, nunca deixará de existir racismo e discriminação social, de género, de trabalho, de religião etc, etc, etc. 

Porquê? Porque a discriminação remonta à pré história. Não é preciso ser-se um génio em antropologia, sociologia ou psicologia para se constatar este facto. Diria que a discriminação é uma espécie de gene que envenena certas pessoas/mentalidades. Muito se tem feito para inverter o seu percurso, muito se tem conseguido MAS não se iludam porque nunca viveremos num mundo totalmente perfeito e igualitário. E olhem que eu até sou uma sonhadora nata mas, neste caso, sei que é um sonho inatingível. Resta-nos educar os nossos filhos nesse sentido e explicar-lhes que ninguém está acima de ninguém. É isso que tenho feito com a Rafaela e é com orgulho que a vejo crescer com respeito por todos. Aliás, quando entrou na escola, percebeu logo que há meninos que passam a vida a gozar com determinados colegas e que as crianças também são muito cruéis umas para as outras. A sua melhor amiga é chinesa e são tantas as vezes que a Rafaela sai em sua defesa porque há sempre um palhacinho pronto para lhe mandar bocas. A culpa é de quem? Dos pais que não educam os filhos de forma a respeitarem as diferenças. Uma criança preconceituosa será sempre uma adulto preconceituoso. Não podemos mudar o mundo de um dia para o outro mas o futuro está nos nossos filhos e na forma como os educamos, não tenham dúvidas.


Também nos podem seguir no  Instagram Facebook YouTube

Pág. 1/2