Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Paula Veiga Claro

Fotografia e o prazer de ser Mulher e Mãe

Paula Veiga Claro

Fotografia e o prazer de ser Mulher e Mãe

Desafio Yammi #4

31.10.13, Paula Veiga Claro
O que é que a fofinha da Yammi preparou ontem para o jantar???
Um belo salmão ao vapor de comer e chorar por mais ;-)

Tempo de preparação: 22 minutos.
Quando li isto juro que pensei que a coisa não ia correr bem. Olhei para a grossura das postas e pensei que ia ficar tudo cru. Mas a Yammi voltou a surpreender e no fim do tempo estipulado brindou-nos com 4 postas absolutamente suculentas! 

Vamos lá então aos pormenores:
4 lombos de salmão, 2 limões, 60 ml de azeite, 1,5l de água, sal e pimenta. 

Primeiro temperei os lombos com azeite, sumo de limão, sal e pimenta e deixei marinar um bocadinho. A seguir coloquei tudo na parte superior da bandeja de vapor (na parte de baixo coloquei as batatas) e programei 20 minutos , velocidade 2, temperatura máxima. E pronto! O peixe ficou maravilhoso mas as batatas ficaram rijas. Para a próxima vou ter que dar mais tempo às babatas porque aqui em casa não apreciamos legumes al dente. Já tomei nota para não me esquecer deste pormenor ;-)

Para temperar usámos azeite e limão. A receita sugeria molho de manteiga mas o azeite é bem mais saudável e nós preferimos. A Rafaela adora comer tudo misturado aos pedacinhos e já me pediu para repetir o peixinho cor de rosa ;-)

Em suma, para quem me tem perguntado só tenho a dizer que estou super satisfeita e surpreendida com a Yammi. Não a posso comparar à Bimby porque, como já vos disse, só tive contacto com o mundo dos robôs de cozinha quando o Continente me propôs este desafio. Nunca tinha cozinhado em nada do género e estou encantada. Até uma naba na cozinha (como eu!) consegue brilhar com a ajuda da super máquina (como lhe chama a Rafaela).






Quem quiser, pode ver as experiências anteriores na Secção de Alimentação do blog aqui

Sobre o Halloween

31.10.13, Paula Veiga Claro
Desculpem-me se sou desmancha prazeres mas já sabem que o Halloween não me diz rigorosamente nada. O ano passado foi assim mas este ano não tem havido grandes alaridos na escola nova. Têm falado do assunto mas sem exageros. 

E é assim que eu me apercebo que já faço parte da "outra geração". Ahhh pois, no meu tempo não havia nada disto! No meu tempo... no meu tempo.... Bolas! Isto dito assim soa pavoroso, mas é verdade! Agora anda tudo doido com as bruxas e os meus netos já terão uma mãe do tempo do Halloween... e uma avó antiquada que não acha piada nenhuma à coisa :-))

Os portugueses são exímios em importar... e peritos em desvalorizar a cultura tão rica que têm. Para mim é isto e está tudo dito. 


Inspirações #4

30.10.13, Paula Veiga Claro
Warehouse, o aconchego de um chá num local onde apetece estar e ficar. Vou tirando apontamentos enquanto a cliente fala entusiasmada de todos os detalhes da festa de aniversário do filhote. Um bebé lindo que olha para mim como se estivesse a perceber tudo. Os olhos são de um azul cinza maravilhoso... parece que tocam o céu!

"Paula, as suas fotos têm alma e é isso que eu pretendo".
Eu ouço, sorrio e sinto-me a corar perante tanto carinho e reconhecimento. Se não fosse a dor que tenho na cervical estaria no paraíso pois não há nada melhor que ver o meu trabalho dar frutos e crescer. Até a Rafaela mereceu um miminho especial porque se portou lindamente! Deixou a mamã falar à vontade sem me interromper quinhentas mil vezes (inacreditável!). Fez desenhos, lambuzou o pequeno M com beijinhos e para ali andou a tirar fotos com o meu telemóvel. No fim, mesmo ali ao lado, mais uma espreitadela à nova coleção desta marca que adoro.

Há sítios que me inspiram e este é um deles 


Pensamento do dia

29.10.13, Paula Veiga Claro

Nem mais! Assino por baixo! 
Aqui em casa a expressão "não consigo" é coisa que não existe. Se não conseguimos à primeira passamos para o segundo round e por aí fora. Há que tentar fazer sempre mais e melhor mas sem roçar a paranóia porque o perfecionismo extremo pode gerar uma constante sensação de insatisfação... e eu que o diga pois sofro deste mal! Competir com os outros não me interessa. O meu maior desafio é competir comigo mesma. Quando faço uma coisa fico sempre com a sensação de que ainda poderia ter feito melhor... e limo arestas e refaço... sempre fui assim... o pior é que já não tenho 18 anos e o cansaço começa a apoderar-se desta minha cabeça que não me dá um minuto de sossego. Hoje já acordei cansada e isso não é bom... para não falar nesta maldita dor na cervical que é péssima...

Pág. 1/8