Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Angel Luzinha

Fotografia e o prazer de ser Mulher e Mãe por Paula Veiga Claro

Angel Luzinha

Fotografia e o prazer de ser Mulher e Mãe por Paula Veiga Claro

Mamã rabugenta

26.06.12 | Paula Veiga Claro
Só agora é que me consegui sentar... estou mesmo estoirada! hoje não parei todo o santo dia... tenho as pernas feitas num oito e este calor não ajuda. Joguei demasiado à bola, isso é que foi, e agora nem sinto as pernas... exagerei, estou toda partida. Passei a manhã na praia com a piolha a jogar à "bola de espuma" (foi assim que batizei este jogo). É um jogo perfeito para quem tem bicho carpinteiro como nós! ontem vimos uns meninos a jogar a isto e hoje tomamos-lhe o gosto ;-) consiste em estar de pé à beira mar e atirar uma bola para a zona de rebentação das ondas. O mar encarrega-se da devolver! lá vem ela a toda a velocidade no topo da espuma em direção à areia! é giro, a Rafalea adora e eu divirto-me imenso. Ali anda ela numa correria aos gritinhos "agora atiras tu mamã! agora atiro eu! lá vem a bola! yupiiiiii!! agora apanhas tu!"

Mas parece que já estou acordada há 48 horas tal é a estafa que tenho em cima. É que ela só brinca  mas aqui a mamã brinca e tem que fazer tudo o resto, ou seja, chego a esta hora completamente de rastos. Pai e filha já dormem (felizmente!) porque eu já estava a ficar sem paciência para os ouvir! ela chama quinhentas vezes por mim, o papá pergunta onde estão os sapatos, as calças, o cinto.... bufff, os homens são assim! as coisas estão guardadas nos mesmos sítios há anos mas eles nunca encontram nada, é uma coisa impressionante... fico doida!

Vou mas é para a cama porque estou a ficar muuuuuuuito rabugenta (como já devem ter percebido). Vou-me juntar aos meus amores porque às cinco da manhã o meu soninho vai ser interrompido pelo toque do despertador porque o maridão vai para fora em trabalho e o voo não espera por ele... vai ter que madrugar, tem que ser... e eu acordo porque sou o perdigueiro de serviço e gosto sempre de me despedir dele. Dão-me cabo da cabeça mas a verdade é que não posso passar sem estes dois ;-)


2 comentários

Comentar post