Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Angel Luzinha

Fotografia e o prazer de ser Mulher e Mãe por Paula Veiga Claro

Angel Luzinha

Fotografia e o prazer de ser Mulher e Mãe por Paula Veiga Claro

É tão fácil ser feliz!

04.07.18 | Paula Veiga Claro

Angel Luzinha Fotografia-9954_BLOG.jpg

 

Sempre fui uma pessoa de gostos simples. Sempre acreditei que é na simplicidade da vida que reside a essência da felicidade. Aliás, não é à toa que as crianças são tão felizes! Elas não vivem presas a preconceitos ou estereótipos. São seres livres, leves e soltos porque não se desviam da sua essência. Vivem cada momento como se não houvesse amanhã com o único propósito de serem felizes. Mas os anos passam, as crianças acabam por se transformam em adultos e a ligação à essência vai-se perdendo. E é assim que surge a infelicidade porque as redes sociais e esta sociedade tóxica leva muito boa gente a pensar que a felicidade reside no lado material da vida e não na sua essência, ou seja, naquilo que nos faz realmente felizes. O declínio da felicidade começa no exato momento em que as pessoas começam a preocupar-se mais com a vida dos outros do que com as suas! Nesse momento vendem a alma ao Diabo e perdem a capacidade de discernir o essencial do supérfluo. Passam a viver permanentemente insatisfeitas como se as suas vidas não valessem nada só porque não têm uma mala da marca A ou porque não vão passar as férias às ilhas B. Perdem a noção de tudo e nem percebem que deixaram de ser felizes porque cortaram a ligação com a sua verdadeira essência.

 

Felizmente nunca me desviei do meu caminho e todos os dias agradeço aquilo que tenho e que vou conquistando. A família, a saúde e a natureza são os meus pilares. É nesta trilogia que assenta a minha felicidade e é isso que transmito constantemente à Rafaela, para que ela também cresça com a noção do que é realmente importante, sobretudo porque faz parte de uma geração que tem tudo e que nasceu num mundo onde se dá demasiada importância ao ter e não ao ser. Mas a mãe tem sempre os pés assentes no chão e está aqui para a lembrar que só viveremos felizes se não nos desviarmos do nosso EU. Perseguir a paz interior deve ser um dos nossos maiores objetivos porque só essa paz nos dá o equilíbrio necessário para mantermos viva a chama da nossa essência.

 

Angel Luzinha Fotografia-9949_BLOG.jpg

 

E como é que se atinge essa paz interior? Vivendo felizes e agradecidos com o que vamos conquistando e recarregando baterias junto das pessoas e dos locais que nos transmitem boas energias. Foi o que fizemos na semana passada no sossego do meu Alentejo. Já vos tinha falado da minha paixão pela barragem da Póvoa (lembram-se? Espreitem aqui) e foi lá que passámos as tardes com os meus pais. Aqui não há trânsito, nem filas, nem parquímetros, nem cenas que nos roubam tempo e sanidade mental. Aqui temos um azul imenso só para nós e ainda por cima a uma temperatura excecional!! Para já não falar nas sombras majestosas que a vegetação desenha no chão.

 

Angel Luzinha Fotografia-9926_BLOG.jpg

Angel Luzinha Fotografia-9930_BLOG.jpg

Angel Luzinha Fotografia-9937_BLOG.jpg

Angel Luzinha Fotografia-9993_BLOG.jpg

Angel Luzinha Fotografia-9938_BLOG.jpg

 

Aqui o silêncio só é quebrado pela felicidade desta perita na arte da batota! 

 

Angel Luzinha Fotografia-0015_BLOG.jpg

Angel Luzinha Fotografia-0016_BLOG.jpg

Angel Luzinha Fotografia-0027_BLOG.jpg

 

A bolsinha unicórnio que a avó lhe ofereceu 

Adorou!

 

Angel Luzinha Fotografia-0052_BLOG.jpg

Angel Luzinha Fotografia-9966_BLOG.jpg

Angel Luzinha Fotografia-0062_BLOG.jpg

Angel Luzinha Fotografia-0061_BLOG.jpg

Angel Luzinha Fotografia-0038_BLOG.jpg

Angel Luzinha Fotografia-9978_BLOG.jpg

 

É tão fácil ser feliz! Basta focarmos o essencial e desfocarmos o supérfluo.

 

#sossegobom #liberdadeécoisaboa #tempoparaviver

 

 Também nos podem seguir no InstagramFacebook e YouTube

 

 

1 comentário

Comentar post