Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Angel Luzinha

Fotografia e o prazer de ser Mulher e Mãe.

Ter | 31.07.12

Mulheres portuguesas: Os Tecidos da Tita

Paula Veiga Claro
A Célia Rodrigues contactou-me no mês passado para me dar a conhecer o seu trabalho. Anda muito empenhada no seu mais recente projeto, uma pequena aventura como ela própria lhe chama, onde os tecidos e as crianças são a fonte de inspiração. Já abriu página no facebook e convida-vos a fazer uma visita. Espreitem aqui

Entretanto deixo-vos com alguns dos seus trabalhos e aproveito, mais uma vez, para dizer que não hesitem em me contactar porque a aposta na produção nacional é uma das traves mestras da linha editorial da Angel♥Luzinha. Têm algum hobby que gostassem de dar a conhecer? têm alguma familiar ou amiga com jeito para fazer coisas giras? criaram uma marca? não se acanhem, passem a palavra e contactem-me através do mail paula.veiga.claro@gmail.com

Boa sorte Célia, nesta sua aventura! ;-)




Ter | 31.07.12

Maxi Confort by Laranjinha

Paula Veiga Claro
Todas nós sabemos que ter um bebé em casa implica, mesmo no Verão e nas férias, alguma correria, boa disposição e sentido prático porque estes seres tão pequenitos arrastam consigo uma infinidade de tralha impressionante e exigem rotinas muito certinhas. Ainda me lembro da primeira viagem com a Rafaela. Tinha ela quatro meses quando fomos ao baptizado do meu afilhado no Alentejo e por lá ficámos uns dias. Passei quase uma semana num stress imenso com receio de me esquecer de alguma coisa e preocupada com a viagem. Buffff... mas eu sou assim, uma mãe sempre demasiado preocupada com tudo, sobretudo com o que diz respeito à minha adorada cria.

Por isso mesmo, e para facilitar estas coisas do veste e despe, a Laranjinha sugere as peças 2 em 1. São fresquinhas, práticas e seguem as tendências que nós tanto apreciamos.

Adorei este body-vestido e por isso aproveito para partilhar. É lindo, confortável e super prático ;-)


Também podem seguir o blog AngelLuzinha no facebook AQUI

Seg | 30.07.12

O panda, as pestes e os tubinhos

Paula Veiga Claro
Que o país dos brinquedos tem excesso de população já nós sabemos mas a Rafaela é uma mamã dedicada e consegue dar atenção a todos os seus brinquedos (por incrível que isso posso parecer pois são mais que muitos!!). Hoje o eleito foi o Panda bebé. Tem andado com ele todo o dia e até o levou para a escola de manhã. Aninhou-o cuidadosamente no colo e lá foi ela a tagarelar pelo caminho porque conversa é coisa que nunca lhe falta. Às 14h00 fui buscá-la e eis que ela se sai com mais uma das suas pérolas.

"Então Rafaela, o Panda gostou de ir à escola contigo? divertiu-se?

Ela olhou para mim com um ar muito sério e aborrecido e disse: "Sabes mamã, os meus colegas estavam só a atirá-lo para o chão. São umas pestes!"

Eu desatei a rir! achei um piadão ao ar adulto com que ela disse isto, foi lindo! os colegas são umas pestes! :-))

Em seguida, perguntei-lhe o que é que tinha sido o almoço e se tinha gostado... ela respondeu "estava muito saboroso mamã! era maionese com ovinho, batatinhas e ervilhas. Só não gostei dos tubinhos" (disse com uma cara enojada).

"Dos tubinhos??? mas eram tubinhos de massa? Tu gostas tanto de massa."

"Não, não era massa, eram uns tubinhos verdes assim compridos"

"Ahhhh feijão verde, já percebi", respondi eu a rir porque ela a conversar é mesmo um cromo... fala, gesticula, faz caras esquisitas, é uma matraca dos diabos :-))


Seg | 30.07.12

Em contagem decrescente...

Paula Veiga Claro
BOM DIA!.... aqui ando eu feita barata tonta com uma lista infinita de coisas para fazer. Na próxima quarta feira entramos de férias (yupiiiiiiiiiiiii) e há tanta coisa para fazer. Vão ser duas semanas e meia de passeio, mergulhos e algum descanso (espero eu!) por este Portugal que tem tanta coisa bonita para visitar e descobrir.

Mas não pensem que vou abandonar o meu cantinho cor de rosa, nem pensar! todos os dias venho aqui espreitar e dar novidades ao sabor da preguiça porque este cantinho é a extensão da minha alma e já não consigo passar sem ele. Mas vou andar ao ritmo das férias por isso aproveito já para avisar que a rubrica Made in Portugal será interrompida por este período e regressará no dia 23 de Agosto com as novidades giras do costume.

Bem, e agora vou continuar aqui nos meus afazeres porque nem sei para onde me virar... quando chegar ao fim da lista de tarefas que tracei para hoje digo que é mentira. FELIZMENTE a pior de todas já está feita e até correu muito bem. Ia preparada para passar a manhã numa longa fila de espera mas enganei-me (nem acredito!)... tive que ir à Câmara Municipal tratar de uns assuntos do condomínio do qual sou administradora (uma seca dos diabos!) e fui atentedida com uma simpatia e uma rapidez surpreendentes. Os funcionários públicos que não me levem a mal, mas aqui a mamã não estava à espera de um serviço tão extraordinário!... é claro que as pessoas têm a mania de generalizar mas eu detesto meter tudo no mesmo saco porque sei que também há pessoas muito competentes e simpáticas no sector público e eu hoje comprovei isso mais uma vez.

E agora estou no ir.... regresso mais logo à blogosfera... vou-me atirar à roupa e às arrumações... às 14h00 vou buscar a Luzinha à escola e depois ela só quer brincadeira e eu já não faço mais nada de jeito. 

Deixo-vos com flores para alegrar esta segunda feira com cheiro a férias para alguns e de regresso para outros.... até logo ;-)


Dom | 29.07.12

Só para dizer...

Paula Veiga Claro
Que estou aqui a cozinhar um NOVO PASSATEMPO. Será servido amanhã à tarde e tenho a certeza que vão A-DO-RAR! Vou ter uma coisa para lá de gira para oferecer


Dom | 29.07.12

E lá fomos os três à Game On Lisboa

Paula Veiga Claro
O papá já lá tinha estado e eu até comentei aqui porque nesse dia o homem chegou-me a casa com um sorriso de orelha a orelha e o telemóvel cheio de fotos (COISA RARA! sim, porque o papá, ao contrário da mamã, ODEIA tirar fotos... eu é que ando sempre de câmara em punho desde que me conheço como gente). Mas nesse dia o papá fotografou jogos e consolas... e eu olhei para aquilo e não achei graça absolutamente nenhuma.

Mas o meu maridão é assim! adora este mundo dos videojogos e não queria desperdiçar os convites, por isso mesmo, sugeriu às suas meninas que o acompanhassem porque a exposição encerra amanhã e assim aproveitava para matar o vício outra vez. Eu fiz cara feia porque jogos e afins é coisa que não me agrada mas acabei por aceitar porque na verdade não tinha nada melhor para sugerir... a não ser uma ida de bicicleta até ao jardim que por acaso nem me estava a apetecer. Sondei a Rafaela, porque a opinião dela também conta, e a piolha mostrou-se curiosa... queria ir ver as tais bolinhas que comem fantasmas.

E lá fomos os três. E não é que nos divertimos a valer???? eu ainda matei uns space invaders e a Rafaela fartou-se de mexer em botões e delirou com o clássico Pacman!!!... e quem é que a arrancava dali???? Foi a chorar e aninhada ao meu colo que de lá saiu... por ela tinha ficado a comer fantasmas até de madrugada.


Também podem seguir o blog AngelLuzinha no facebook AQUI
Dom | 29.07.12

A Clarinha foi desta para melhor...

Paula Veiga Claro
Hoje de manhã, assim que acordou, lá foi a minha Luzinha fofinha a caminho da cozinha ver como estava a sua Clarinha. Foi no dia 4 deste mês que acolhemos esta simpática bichinha de conta no seio do nosso agregado familiar como descrevi aqui. E só vos posso dizer que era o animal de estimação perfeito! não cheirava mal, não largava pelos ou penas, comia moderadamente, não fazia porcarias e nem fazia barulho!!! (o que não se pode dizer do nosso casal de perequitos que faz um chinfrim desgraçado). A Clarinha era uma querida... mas hoje "acordou" numa posição diferente. Estava de patas para o ar. Lá se foi a nossa pobre bichinha de conta. A Rafaela agarrou-a, fez-lhe festinhas mas nada acontecia. "Ohhh ela parece pedra, está tão duia! então minha querida, acorda! ohhhhh mamã nós gostamos tanto dela e ela morreu".

E foi assim. Perguntei-lhe se ela queria fazer um funeral à Clarinha como a Princesinha fez no episódio em que o seu caracol morreu. Mas ela não quis meter a bichinha numa caixa para a enterrar. Colocou-a dentro de um tachinho cor de rosa das bonecas e disse "Não, eu não vou deitar a minha Clarinha fora, ela vai ficar comigo para sempre. E agora mamã, escreve lá o nome dela num papel para eu não me esquecer porque quando tiver outro bichinho de conta também se vai chamar Clarinha".

E assim foi. De seguida levou o tachinho para o quarto e de vez em quando lá vai ela falar com a defunta. Ficou sentida mas felizmente não se largou num pranto... ela já sabe que os seres vivos morrem...um tema complicado sobre o qual já falámos várias vezes porque ela está sempre a fazer perguntas. Cheguei, inclusive, a sugerir aqui no blog a leitura de dois livros que podem facilitar bastante a abordagem deste tema junto dos mais pequenos.

E a Rafaela que andava tão empenhada em encontrar uma companhia para a Clarinha... quase todos os dias lhe perguntava "então bichinha, estás com saudades dos teus pais? ohhh querida, eu não os consegui encontrar! mas deixa estar que eu arranjo-te um bichinho amigo".

Felizmente este episódio não estragou o nosso sábado e acabou por ser vivido sem dramas de maior. Mas o meu coração ficou um pouco apertado porque ontem à noite, como era hábito, deitei umas gotas de água para a casa da Clarinha porque os bichinhos de conta gostam muito de ambientes húmidos. Será que desta vez exagerei no nível de humidade????... não sei... será que morreu afogada numa pequena gota de água?... não sei... mas tenho a certeza que se estivesse na natureza não teria tido uma vida tão longa... afinal de contas esteve quase um mês no seio da nossa família...


Sab | 28.07.12

E lá atirei o coração para trás das costas...

Paula Veiga Claro
Hoje à tarde fomos passear a Belém mas antes de sair de casa a madame Rafaela teve que se produzir como de costume. Lá foi ela de crachá da Bela ao peito e gloss das Winx ao pescoço, tudo muito cor de rosa e cheio de brilhantes como ela gosta. Passeámos e aproveitámos para comer um gelado no CCB. Gosto imenso da tranquilidade do Jardim das Oliveiras, em pleno CCB, de caras para o Tejo com a sua relva verde e fresquinha onde estendemos uma toalha e ficamos na brincadeira. Mas hoje a brincadeira teve direito a banho... e que banho!! :-))

Assim que chegámos arrependi-me. Percebi que ia ter que deitar o coração para trás das costas (coisa bastante difícil para mim que vivo preocupada com tudo!) porque os repuxos estavam a funcionar e havia imensas crianças a brincar por lá... todas ensopadas dos pés à cabeça. 

"Mas tu não vais Rafaela! Vais ficar encharcada! depois secas a roupa no corpo e ficas doente... para a semana entramos de férias e tu não queres ficar doente pois não? Para além disso, o chão está todo molhado, podes escorregar e partir a cabeça!"

"Ohhhhh mamã, tu és tão chata!! os meninos estão todos ali a brincar e tu não me deixas ir! só eu é que não posso ir!! aquilo é tão divertido e eu quero refrescar-me"

"Ahh pois, agora a mamã é chata... eu sou chata porque gosto de ti meu anjo. Sei que aquilo é super divertido mas sei que podes ficar doente e a mamã não quer. Ainda te lembras da história do menino Diogo que te contei no outro dia? o menino andou a brincar na chuva e depois adoeceu"

"Ohhhhh mamã, vá lá!!"

Enfim, acabei por ceder. Venceu-me por cansaço. Tive que atirar o coração para trás das costas enquanto ela corria, pulava e dançava de repuxo em repuxo completamente doida de alegria. Aquilo é o máximo para a pequenada, não há criança que não goste de chapinhar... mas se vissem o estado em que ela ficou!!! COMPLETAMENTE ensopada de alto a baixo. E para se vir embora??? passei-me!!!!! veio num pranto toda encharcada atrás de mim com os pés a fazer xloc xloc dentro das sandálias. Foi chegar a casa e banho. Vamos lá ver se esta brincadeira não resulta numa valente constipação... se a mamã é chata é porque está sempre a pensar no bem da pequena cria... já a minha mãe dizia o mesmo ;-)


Também podem seguir o blog AngelLuzinha no facebook AQUI 
Sex | 27.07.12

Todas querem ter sangue azul!

Paula Veiga Claro
Esta fase das princesas é uma delicia e quem tem filhas sabe bem o que eu estou a dizer :-)
Longos vestidos cor de rosa e brilhantes, cabelos compridos, coroas e tiaras, sapatos altos e vistosos, palácios e castelos, carruagens puxadas por cavalinhos brancos, fios, pulseiras e purpurinas... enfim, um mundo de magia e beleza sem fim que as fascina logo nos primeiros anos de vida.

Por isso mesmo, hoje de manhã, antes de ir para a escola, saiu-se com esta:

"Mamã eu sou uma princesa a sério??"

"Não meu anjo, tu não és uma princesa a sério mas para mim e para o papá és a nossa princesa, percebes?"

"Ahhhh está bem. Então quando eu for grande quero ser uma princesa a sério, pode ser?"

Eu desatei a rir e respondi-lhe "Bem, isso só pode acontecer se casares com um príncipe"

Ela olhou para mim muito séria e não disse nada porque por enquanto ela só quer casar com a mamã e nunca quer sair desta casa.... já percebeu que as pessoas grandes casam e vão às suas vidas e isso faz-lhe imensa confusão. Fica sempre muito zangada a resmungar "mas eu nunca vou sair desta casa! quero viver sempre com a minha mamã e com o meu papá e vou gostar sempre dos meus brinquedos"

E pronto é assim... daqui a uns bons anos a conversa será outra... todos achamos que nunca vamos sair debaixo da asa dos nossos pais mas depois chega uma altura em que tudo muda e a nossa independência faz-se ouvir... é a vida. Por mim ela ficaria aninhada para sempre na mamã galinha... mas sei que isso não é possível, por isso, enquanto é pequenita, é a ela que me dedico e só frequenta a escola da parte da manhã porque faço questão de ser uma mãe muito presente. Foi por ela e por nós que mudei o meu rumo profissional e foi o melhor que fiz na vida.

E por falar nisso vou-me despachar porque são quase 14h00... está na hora da ir buscar ;-) 


Também podem seguir o blog AngelLuzinha no facebook AQUI
Sex | 27.07.12

A tristeza da Rafaela

Paula Veiga Claro
Ontem a minha querida filha chegou muito triste da escola. Assim que a vi percebi que algo de estranho se passava porque não veio a correr para os meus braços com o sorriso doce e marato do costume. Vinha muito triste com uma folha na mão.

"Então meu anjo, que carinha é essa? passa-se alguma coisa? estás triste? o que é que te aconteceu?"

Levantou a mão, olhou para mim com uma carinha super triste (de partir o coração aqui da mamã!) e mostrou-me uma folha com uns desenhos e um buraco.

"Olha o que eu fiz mamã... eu estava a desenhar um cavalinho, fiz as patinhas e depois enganei-me e fiz a cabeça muito em baixo... por isso pus cuspo no dedo e fiz assim e o papel ficou rompido. Tu não te zangas comigo mamã?"

Eu fiz um esforço para não me rir e consolei-a. "Ohhhh minha querida, a mamã não se zanga porque tu não fizeste isso por mal. São coisas que acontecem às crianças! eu quando era pequenina também fiz buracos nas folhas mas depois percebi que o papel não se pode molhar porque fica mole e rompe-se".

"Pois, eu estava a pintar com lápis de cor mas a borracha não apaga os lápis de cor por isso pus cuspo no dedo e fiz assim e fiz um buiaco"

"Vá, não fiques triste. Não tem importância meu anjo. Agora para a próxima já sabes que isso não se faz porque o papel fica cheio de buracos".

"Está bem mamãzinha. Mas eu não quero deitar o desenho para o lixo. É para ti mamã!"

E foi assim, mais uma cena deliciosa.... santa inocência.... my love, my light, my life 


Também podem seguir o blog AngelLuzinha no facebook AQUI

Pág. 1/7