Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Angel Luzinha

Fotografia e o prazer de ser Mulher e Mãe por Paula Veiga Claro

Angel Luzinha

Fotografia e o prazer de ser Mulher e Mãe por Paula Veiga Claro

Spring Friends 2012 ;-)

27.04.12 | Paula Veiga Claro
E amanhã é dia de Spring Friends 2012 no Hotel Altis Belém, um showroom de roupa, acessórios e bijuteria que mostra o que de bom se faz no nosso país. A entrada é livre e gratuita.

Nós vamos lá estar... mas não vai ser fácil... já estou a ver a minha piolha a delirar com todas aquelas coisas e a massacrar-me o juízo porque vai querer mexer, experimentar e trazer tudo para casa :-)


ADORO! ;-)

27.04.12 | Paula Veiga Claro
Como é que a minha filha não há de ser doida por bonecada? se eu sou grande e continuo a vibrar com todas estas coisinhas fofas!... quem sai aos seus não degenera ;-)
Já não é a primeira vez que publico aqui os eco-Bags da Princess Pea mas hoje dei de caras com estes dois novos modelos que me encheram as medidas.



Para já não falar neste edredão da Branca de Neve que é um amorzinho. Ainda bem que tenho uma filhota que serve de pretexto para dar largas à eterna criança que há em mim ;-)


Passo a palavra. Wellness Kids

27.04.12 | Paula Veiga Claro

Atentaàs necessidades nutricionais das crianças, nem sempre preenchidas pela suadieta alimentar diária, a Oriflame apresenta Wellness Kids, uma gama de suplementos alimentaresnaturais indicados para uma dieta saudável, a partir dos 4 anos. Compõem alinha o Multivitamínico eMineral, formulado por cientistas suecos, de acordo com os padrões de tomaestipulados pela OMS, e Ómega3, em formato natural (não concentrado), com vista a preservar a pureza e asalvaguardar os benefícios dos ácidos gordos.

Wellness Kids Multivitamínico e Mineral resulta de uma combinação de 13 vitaminas e 8 minerais, em 21 drageias mastigáveis com sabor a laranja e limão. O adoçante utilizado é o xilitol, saudável e benéfico para os dentes.

Já o Wellness Kids Ómega 3 Wellness contém, para além do óleo de peixe purificado, um sabor natural a limão e uma percentagem de vitamina E que impede a sua oxidação. Os ácidos gordos, encontrados no peixe, como o EPA e o DHA, estão também presentes, contribuindo para o desenvolvimento do sistema nervoso central, coração e olhos.

Made in Portugal: Laços & Laçarotes

26.04.12 | Paula Veiga Claro

Confesso que é com grande entusiasmo que todas as quintas feiras publico mais um Made in Portugal aqui no meu cantinho cor de rosa. Têm sido longas horas de trabalho mas posso dizer-vos que temos motivos de sobra para termos orgulho no que é nacional porque a qualidade do que por cá se faz é irrefutável. Tenho conhecido pessoas extraordinárias, cheias de vontade de fazer mais e melhor num país onde impera o desalento e a falta de esperança. Todas estas pessoas merecem o nosso reconhecimento porque passam das palavras aos actos em prol dos seus sonhos e convicções. Um exemplo disso é a entrevistada de hoje. Chama-se Carla Soares Cabrito e é fundadora da Laços & Laçarotes®, uma empresa que começou a dar os primeiros passos no início deste ano mas que já dá que falar.

Olá Carla, bem-vinda ao meu cantinho cor de rosa. Vamos lá então saber mais detalhadamente como e quando surgiu a Laços e Laçarotes®.

A Laços & Laçarotes® surgiu no inicio de 2012, a partir da minhavontade de criar vestuário para crianças, sempre com um estilo prático ecómodo, juntando o melhor do clássico com o moderno, primando pelos modeloscombinados e com um preço acessível a todos os consumidores.

Porque é que batizou a marca com o nome Laços e Laçarotes®?

O nome Laços & Laçarotes® foi escolhido por ser a conjugação dasimplicidade e harmonia, mantendo uma identidade infantil.

As vendas são todas feitas online ou os clientes também podem encontraras vossas peças em lojas, feiras, showrooms?

As vendas actualmente são feitas através das plataformas da internet(facebook, website e loja online - ainda em construção), mas também é com muitogosto que recebemos os nossos clientes no nosso atelier em Lisboa. No futuro estão equacionadas participações em vendas e showrooms, sendo queexistem já alguns contactos tendo em vista a comercialização em lojas daespecialidade, em Lisboa e sul do país.

Pensam expandir o negócio para além do vestuário (por exemplo,acessórios, calçado)?

Neste momento não é uma prioridade. Embora já tenhamos alguns complementos, estamos mais dedicados aoalargamento da nossa oferta para recém-nascido, fruto de uma seleçãocriteriosa, unindo uma confeção de grande qualidade e materiais delicados.

Como é que promovem a marca?

Através da divulgação em blogs, envio de e-mails de apresentação, na nossapágina do facebook com sugestões diárias dos nossos produtos e parcerias emescolas e workshops.

Quais as dificuldades que sentem?

Para além da crise que a todos atinge, é também o facto de a marca aindaser muito recente, embora a recetividade esteja a ser muito positiva.
Outra dificuldade é a primavera não se decidir a ficar de vez para nosdespertar a vontade de procurar miminhos para os nossos filhotes.

Quais são as vossas maiores apostas (padrões, qualidade dos tecidos,inovação)?

A nossa maior aposta é sem dúvida o facto de toda a nossa coleção sertotalmente confecionada em Portugal, primando depois pela escolha de tecidosde grande qualidade e variedade de padrões, aliando preços atrativos a umaenorme dedicação na elaboração de cada modelo.

O que diferencia a Laços e Laçarotes® das restantes marcas? Qual é o vossoponto forte?

O ponto forte da Laços & Laçarotes® para mim, está no facto da coleçãoser imaginada para as crianças e ter um aspeto mais infantil, diferenciando-sede outras escolhas mais comerciais que apostam numa representação mais adultadas nossas crianças, mantendo como ideia principal o que eu vestiria à minhafilha.

O que é que os vossos clientes mais procuram?

Procuram modelos que ajudem a realçara imagem amorosa dos seus filhos.

Quais as ambições futuras?

A maior ambição é estar atenta àsnecessidades dos nossos clientes e poder concretizar momentos felizes atravésda criação de roupinhas elaboradas com muito carinho e dedicação. A Laços & Laçarotes® sonha para cada coleção soluções dequalidade e bom gosto e espera assim obter a satisfação dos clientes, dandoorigem a memórias que perdurarão por gerações.

Muito obrigada Carla por esta agradável conversa. Tenho a certeza que com toda essa paixão, dedicação e qualidade a Laços & Laçarotes® alcançará um grande lugar de destaque no mercado nacional e, quem sabe, além fronteiras.

E aqui ficam alguns exemplos destas peças maravilhosa feitas a pensar nos nossos príncipes e princesas com a certeza de que o que é nacional é bom e recomenda-se. Para mais informações, basta visitarem a página da marca no facebook clicando aqui ou contactarem diretamente a Carla Soares Cabrito e.mail: cscabrito@lacoselacarotes.com / Telm. 93 442 11 39.













Coisinha mais linda da mamã ♥

25.04.12 | Paula Veiga Claro
Eu não disse que não ia conseguir resistir a este anel da Bolas Maria?

Pois é, tive que o comprar e a encomenda chegou ontem à minha caixa do correio. Foi daquelas paixões à primeira vista e eu sou uma pessoa de paixões. Tenho poucas mas quando tenho são para a vida.

E hoje lá fui eu, toda giraça, dar uma voltinha com os meus amores de anel no dedo. Coisinha mais linda, não consigo parar de olhar para ele! eh eh eh! 

E já agora, estejam atentos porque para a semana vamos ter um passatempo especial Dia da Mãe com a Bolas Maria aqui no meu cantinho cor de rosa ;-)

Stay tuned!


E DETESTO também...

25.04.12 | Paula Veiga Claro
Comprar porcarias!!!!! Ontem, para o jantar, fiz um creme de cenoura com coentros e ovinho porque aqui em casa nunca falta sopa. Há sopa a todas as refeições, seja verão, seja inverno. A sopa faz parte de uma alimentação saudável e é com ela que se deve dar inicio a uma refeição. Não passo sem ela. Posso comer um banquete mas se não comer primeiro um prato de sopa fico com a sensação que me falta algo.

Mas ao jantar, quando metemos a colher à boca, BLACCCC!!!!... tive que deitar tudo cano abaixo. Uma panela de pressão cheia de sopa cano abaixo :-(

Detesto deitar comida fora (aqui em casa a política é de aproveitar, reciclar e poupar) mas ontem teve mesmo que ser. A maldita sopa não se podia comer e a culpa foi das CENOURAS!!!!! SIM, das cenouras que transformaram um creme supostamente delicioso num creme intragável cheio de unhas duras que até davam vómitos ao passar pela garganta. Dizem que as cenouras andam rijas por causa da falta de água... e eu comprovo... escusado será dizer que me fartei de praguejar porque detesto comprar porcarias, perder tempo e dinheiro.

Hoje de manhã lá tive que ir outra vez ao supermercado comprar novos ingredientes. Batatas, cebola, courgete e abóbora. Já fiz outra panela, desta vez sem cenouras e sem unhas ;-)

Revoluções

25.04.12 | Paula Veiga Claro
Há quem diga que Portugal precisa desesperadamente de outro 25 de Abril e eu começo a achar que quem assim pensa deve ter razão. Imagino as voltas que D. Afonso Henriques deve dar no seu túmulo ao ver a que estado chegou a nação em que tantas esperanças e conquistas depositou.

Somos um país que tem TUDO para ser um grande país mas falta-nos uma boa cabeça. Quando a cabeça não tem juízo o corpo é que paga e este ditado aplica-se aqui na perfeição. Censuro a classe política que ao longo da última década tem afundado o nosso Portugal. Direita e esquerda, todos eles têm dado o seu valioso contributo nesse sentido... palavras de uma pessoa que tem as suas convicções políticas mas que há muito deixou de acreditar nos políticos. No momento sou apartidária, é triste mas é verdade.

E censuro também todas aquelas pessoas que passam a vida a criticar tudo e todos... SIM, porque criticar é fácil mas quando se trata de apresentar soluções esse tipo de pessoas nunca tem nada a dizer. DETESTO a hipocrisia, a falsidade e o espírito mesquinho que habita no coração de muito boa gente. SIM, porque quem me conhece sabe perfeitamente que sou daquelas pessoas que luto pelos meus sonhos e todos os dias faço os possíveis para ser um ser humano melhor. Tenho apenas 36 anos mas defendo uma série de valores que se estão a desvanecer nos dias que correm. SIM, porque esta crise não é só económica. Esta crise é também social e está a deitar por terra os valores que servem de pilar a uma sociedade estruturada e civilizada.

Tenho apenas 36 anos mas aprecio a amizade, a sinceridade, a justiça, a lealdade e a boa educação. E a falta de valores morais assusta-me e entristece-me. 

Dizem que há males que vêm para bem... espero que este ditado também se encaixe no panorama mundial actual. O mundo bateu no fundo e talvez esta crise seja um despertar para uma nova forma de estar na vida, talvez seja um despertar das consciências... talvez... espero que sim, caso contrário não sei como será o futuro das gerações vindouras.

Esta era a minha paixão ♥

24.04.12 | Paula Veiga Claro
Era paixão, era ternura, era a boneca do meu coração! dei-lhe o nome de Piolhinha porque, como podem ver, ela é mesmo muito pequenina. Eu fazia-lhe papinhas eu fazia-lhe roupinhas (sim, sempre fui uma jeitosa nas artes da costura) eu brincava com ela dia e noite... era amor de verdade. Agora deixou o Alentejo e mudou-se para o país dos brinquedos da Rafaela. Ela e o seu imenso guarda roupa. Este vestido, por exemplo, foi feito pela minha mãe que também sempre teve uma paciência de santa para estas coisas. Nem imaginam a paixão que eu tenho por esta pequerrucha... é o que eu digo, dentro de mim há uma eterna criança, se há! 

E a cadeirinha vermelha xxs? não é um amor? também se mudou cá para casa e pertence agora à minha pequena cria. Mais uma herança cheia de amor... coisinha mais linda cutchi-cutchi